Autobiografia Helena Ribeiro

Explore Seu Potencial e Não Desista dos Seus Sonhos!

Autobiografia da empresária Helena Ribeiro da RAZÃO HUMANA Consultoria

Origem
Sou de uma família humilde, meus pais foram lavradores e enfrentaram muitas dificuldades para criar doze filhos. O mais importante é que eles me ensinaram as trilhas para alcançar meus objetivos: trabalho, honestidade, humildade, ética, valorizar a família, fazer tudo com amor e fé em Deus”.
Até meus 11 anos trabalhei na lavoura com meu pai, ajudava nos afazeres da casa e para ir à escola caminhava 10 km. Meus pais queriam uma vida diferente para nós. Então, arriscaram tudo, em 1974, viemos para Campinas, onde a união e determinação fizeram a diferença. No início não foi fácil, todos sem emprego, mas a determinação e fé foram fundamentais. As coisas foram melhorando, meu pai conseguiu um emprego, depois meus irmãos… E eu fui trabalhar de doméstica durante o dia e estudava à noite.

O Começo
Tive uma patroa muito boa, com quem trabalhei dois anos. Ela tinha uma pequena loja de roupas e assessórios ao lado de sua residência. Quando eu terminava os serviços da casa, lhe perguntava: Posso ajudá-la na loja? Quero aprender coisas novas, tudo o que a senhora puder me ensinar. Ela concordou e toda tarde eu ia para a loja ou quando aumentava o movimento, inclusive aos sábados.
Ela elogiava meu trabalho, pois eu sabia fazer os serviços da casa, inclusive cozinhar, além de ajudá-la na loja. Muitas habilidades domésticas, entre outras eu aprendi com ela; sou muito grata a ela e a todas as pessoas que me transmitiram conhecimentos ao longo da minha carreira.
Ao completar um ano de trabalho, disse a ela que poderia ser sua melhor empregada, enquanto não arrumasse outra oportunidade, porque não queria ser doméstica para sempre… Mas, para tentar um novo emprego, teria que desenvolver outros conhecimentos/ habilidades, sendo o principal, fazer um curso de datilografia, que durava um ano para máquinas elétricas.

Uma Ajuda Importante
Tinha 15 anos e ela perguntou quais eram meus planos e sonhos para o futuro, disse algo com: Quero ser uma profissional dedicada e bem sucedida, penso no dia que serei uma gerente (era um sonho). Enquanto for funcionária, vou aprender tudo o que puder e dos rendimentos parte vou poupar para um dia investir na minha empresa. Ainda não sabia ao certo qual profissão seguir, porém, seja qual for, vou me dedicar para ser uma profissional competente e bem sucedida. Depois me tornar empresária e poder ajudar meus pais a terem uma vida mais confortável financeiramente.
Lembro-me de como ela ficou comovida, não via esta determinação e vontade nos seus dois filhos, nem para ajudar nos negócios da família. Ela disse: “tem uma escola de datilografia aqui perto, vou ajudá-la a pagar o curso, você é determinada, vai à luta e será uma vencedora”. Ela tinha um brilho nos olhos que transmitia uma energia de que “vai sim”. Tal frase e expressão ficaram marcadas em minha mente e uso como automotivação para não desistir dos meus sonhos nos momentos mais difíceis.

Outras Oportunidades
Quando terminei o curso, ela me liberou para procurar emprego. Em seguida fui contratada como vendedora na maior loja da rede Hering em Campinas,foi ótimo, pois já sabia todo o funcionamento da loja, controle de estoque etc. Como ficava no Centro, facilitou a busca por outras oportunidades e fazia isso na hora do almoço. Em três meses eu já estava como auxiliar de escritório, em uma Corretora da Bolsa de Valores. A busca incansável por novas oportunidades me fez uma profissional e executiva de sucesso enquanto colaboradora. Foram 21 anos para realizar meu sonho. No ano de 2001 fundei a Razão Humana Consultoria, minha empresa.

Meu Perfil
Determinada, criativa, comunicativa, objetiva, carismática, humilde, sonhadora, empreendedora, entre outras qualidades, e claro, meus defeitos. Valorizo minha família, amigos, clientes, a natureza, as redes de Networking e oportunidades de negócios. Até quando acontecem coisas negativas ou algo de errado, entre outros desafios que não superei, penso logo: Vou tirar o máximo de experiência desta situação, isto servirá de lição e “bola para frente”. Sempre fui assim e isto me torna uma “Eterna Aprendiz”.
Tenho paixão pelo meu trabalho e sou muito dedicada ao que faço, não importa se é por um trabalho remunerado, voluntário, ou um favor a alguém. Às vezes, isto me sobrecarrega, pois, algumas pessoas involuntariamente “abusam”. Enfim, muitas vezes deixo de fazer coisas pessoais para ajudar os outros. Estou aprendendo a dizer mais não e dedicar mais tempo para minha vida pessoal.

Vida Pessoal, Educacional e Profissional
Ser bem sucedida profissionalmente e conciliar este sucesso com a vida conjugal, no geral não é uma tarefa fácil para as mulheres executivas, empresárias ou independentes. Infelizmente, ainda vivemos em uma sociedade machista, que em minha opinião, não é culpa só dos homens, visto que a maior parte da educação dos filhos vem do maior convívio com as mães, avós, babás, maternais, creches e professoras da pré escola. Nesses ambientes predominam os profissionais do sexo feminino. Portanto, somos responsáveis pela base dos conceitos de formação da personalidade dos filhos que refletem nos comportamentos dos seres humanos desde a infância. Valorizo a vida a dois e superar este obstáculo na vida afetiva no início da carreira foi bem complicado.
Tive algumas paixões e acabei me casando com uma pessoa divorciada, que tinha dois filhos, ficamos quatorze anos juntos e fomos felizes. Mesmo com dificuldades, pois o forte do meu crescimento profissional começou logo depois da nossa relação e, junto com o casamento voltei a estudar. Fiz cursinho no Anglo, me graduei em Administração de Empresas pela PUCC, em seguida uma Pós Graduação em Gestão Global de Negócios pelo INPG, entre diversos cursos de aperfeiçoamento técnico e profissional. Não foi fácil conciliar tudo com o casamento.
Meu ex-marido foi um pequeno empresário e inconscientemente, meu sucesso o incomodava.
Eu viajava a trabalho, participava de convenções, feiras, eventos, etc. Tais compromissos foram abalando nossa relação e como não tínhamos filhos, com o passar dos anos foram aumentando meus compromissos profissionais e nossas diferenças. Ele pensava mais em “um amor e uma cabana”  e eu  não queria interromper meus planos e sonhos, estava em ascensão profissional, havia trabalhado muito para chegar até ali. Afinal, também queria ter uma vida economicamente melhor para nós e poder ajudar meus pais.

Escolhas

Meu ex-marido era machista e sem aberturas para mudanças. Sentia-me sufocada, não conseguia desenvolver-me profissionalmente com a potencialidade que achava ser capaz e nem dedicar-me ao lar como ele gostaria. Infelizmente, na vida muitas vezes temos que fazer escolhas, pois merecíamos ser feliz e nos separamos.

A separação não foi fácil, tínhamos muitos amigos e como a família é grande, todos queriam ajudar na reconciliação. Depois de quatro meses separados, voltamos e ficamos juntos mais um ano, e juntos concluímos que seríamos mais felizes como amigos. Infelizmente hoje ele não está mais conosco, foi assassinado ao reagir a um assalto.

Aprendendo na Dor
Após a separação, precedida desta tragédia com ele logo em seguida, durante um tempo dediquei atenção aos filhos dele, pois sou considerada “mãe do coração”. Em paralelo foquei no trabalho e aperfeiçoamento profissional. Cursei Especialização em Pedagogia Educacional; iniciei um Mestrado na UNICAMP como aluna especial; e muita dedicação no desenvolvimento de novos projetos, incluindo trabalhos sociais e voluntários.

A Importância do Amor
Sei quão importante é cuidar da vida pessoal, principalmente a parte afetiva, porque ter alguém para amar, compartilhar sonhos, metas, alegrias, comprometimento, dificuldades, entre tantas coisas que rodeiam um casal, é muito prazeroso. Tenho uma família que fortalece meus elos, renova minhas energias e auxilia no meu equilíbrio. Porém, isto não supre o amor de um companheiro. Pena que querer amar e ser amada não acontece quando queremos. O conforto é que segundo pesquisas sobre sentimentos, o ser humano tem uma capacidade infinita de se apaixonar, amar e esquecer, mesmo que demore. O importante é não excluir do planejamento pessoal a meta de amar, sempre!

A Primeira Tentativa de Empresária
Considero-me uma profissional competente e de sucesso, desenvolvi minha carreira em empresas de pequeno, médio e grande porte, e nas mais diversas áreas e cargos, entre eles: diretora executiva, gerente de filiais, gerente de venda, supervisora de pós vendas, gestora de T&D e RH, bancária, representante comercial, secretária. Trabalhei seis anos no Banco Bradesco onde ampliei muito meus conhecimentos e desenvolvi diversas habilidades, ocupei vários cargos, de escriturária a gerente. Após seis meses na gerência, fui convidada a participar de uma seleção interna para o cargo de Instrutora e Multiplicadora de Treinamentos. Passei no processo e fiquei três anos na área de T&D/RH da Fundação Bradesco, onde ministrava 17 cursos entre gerenciais, comportamentais e técnicos. Adorava meu trabalho, mas viajava muito e não conseguia continuar meus estudos…
Tinha algumas economias, mais o fundo de garantia e principalmente meus sonhos, isto daria para empreender em um pequeno negócio e continuar meus estudos. Conversei com meu ex diretor sobre meus planos e metas, mas para isto precisaria de um acordo, tão logo fosse possível. Ele foi atencioso, compreendeu e disse: “Não tenho motivos para demiti-la, mas quando precisar reduzir o quadro, o farei…”
Tudo corria bem, mas em seguida veio o plano Collor e um motivo para o meu desligamento. Porém, minhas economias estavam bloqueadas no banco e tive que adiar os planos e sonhos de ser empresária. Aproveitei para mudar de atuação e buscar novos conhecimentos e habilidades na área comercial e gestão de negócios.

Novos Conhecimentos e Funções
Comecei como representante comercial em uma grande empresa nacional, a SCI (Sistema de Crédito e Informações), hoje Equifax SA, ganhei muitas comissões de vendas, prêmios, bônus, campanhas nacionais e em pouco mais de um ano foi promovida para Supervisora de Pós Vendas. Depois de dois anos, como Gerente de Vendas e de Filial, mais um ano assumi a gerência de outra unidade, ficando responsável pela administração e gerenciamento das duas, nas Cidades de Americana e Limeira – SP. E por fim, transferida para São Paulo como gerente regional.

Apoio da Liderança
Nesta empresa tive a felicidade de ter um diretor,  Sr. José Suzigan, que acreditava no meu potencial, inicialmente mesmo eu não tendo a experiência suficiente para assumir um cargo gerencial, ele me apoiou, foi motivador e sincero dizendo: Você tem muito potencial e a empresa pode ajudá-la a investir no seu desenvolvimento profissional. Só precisamos do seu comprometimento com os valores da empresa para crescer conosco.

Desenvolvimento Profissional
Foram nove anos de desenvolvimento e crescimento, aprendi muito sobre liderança, vendas, foco em metas/resultados, gestão de pessoas, processos gerenciais, administrativos, trabalho em equipe, entre tantas outras competências e habilidades necessárias para gerenciar uma filial. Não foi fácil, pois não tinha experiência gerencial anterior e tive que me dedicar muito, mas o desafio me foi confiado e com muita dedicação, e adrenalina que é gerenciar uma equipe de vendas, superamos muitas metas. Como havia atuado anteriormente com treinamentos, ministrava cursos diversos para todos da equipe, inclusive cursos e palestras aos clientes, principalmente em convenções de vendas, sobre: Como Analisar Eficazmente um Cadastro e Reduzir Inadimplências, entre outros. Nunca perdia a oportunidade de continuar atuando como palestrante e nem de desenvolver o capital humano da minha equipe.

Fusão com uma Multinacional Americana e Nova Cultura
Em 1986 a empresa foi incorporada pelo grupo americano Equifax SA, nós gestores tivemos que nos adaptar às novas diretrizes e preparar nossas equipes para as mudanças, principalmente a nova cultura.
Não foi fácil, vínhamos de uma empresa nacional com administração familiar e para muitos, as mudanças foram brutais. Para mim, foi mais fácil, porque sou Bacharel em Administração de Empresas e neste período estava concluindo minha Pós Graduação em Gestão Estratégia Global de Negócios. Nossas aulas incluíam as disciplinas de mercado global, fusões, planos sucessórios organizacionais, aquisições, etc. Desde então, já estava planejando o que fazer, pois tinha certeza que a filial que eu gerenciava seria fechada; havíamos incorporado uma delas e a outra pela lógica também seria.

Comecei a analisar algumas opções e como tinha uma boa reserva financeira, na minha saída abriria minha empresa. De acordo com meus conhecimentos, habilidades, e principalmente, por gostar de pessoas, não tinha dúvidas, minha empresa seria uma Consultoria em Recursos Humanos, treinamentos e desenvolvimentos de pessoas, palestras, entre outros serviços voltados para área de Consultoria Organizacional.

Mudanças e Administração de Conflitos Organizacional
Foram mais de três anos de mudanças significativas com auditorias, fechamentos e/ou unificações de filiais, transferências, administração de conflitos, de egos, dolorosas demissões necessárias, implantação de plano de sucessão organizacional, entre outras.

Oportunidades de Novos Conhecimentos
Desde o início da compra pela empresa, houve uma equipe de consultores de uma renomada consultoria de atuação global, com filiais no Brasil e matriz em Atlanta. Eles foram contratados para fazer auditoria e viabilizar o negócio, depois rever o modelo de gestão, etc. Nestes processos de mudanças sempre há resistências das pessoas em abrirem “suas áreas” e passarem informações necessárias, o que dificulta e atrasa o trabalho dos consultores e comprometem os prazos de implantação de novos Projetos. Pelo ótimo posicionamento no ranking de resultados, minha filial foi auditada e todos os processos analisados. Agradeci a Deus pela oportunidade, onde pude acompanhar uma auditoria na prática e avaliar a performance da minha gestão. Foi ótimo o trabalho desenvolvido e aprendi muito com os consultores sobre processo sucessório organizacional, visão sistêmica, mente global com ação local, entre outros assuntos que nem eram pertinentes aos trabalhos deles. Porém, como havia contado os consultores sobre meus planos de abrir uma consultoria, muitas vezes almoçávamos juntos e eles diziam: “Agregados a todos estes conceitos e conhecimentos, nós temos mais estas “dicas” para você usar na sua futura Consultoria”…rs.

Uma Promoção Inesperada
Achei que seria demitida quando concluísse o processo de unificação das filiais, porém fui promovida e transferida para São Paulo, era um departamento que estava sendo criado para novos serviços já utilizados pelas empresas americanas e seria implantado no Brasil. Éramos vinte e cinco pessoas no desenvolvimento de novos projetos, que na época havia inviabilidade de implantação devido às políticas internas do setor, adaptações do produto e falta de lei governamental específica. Mesmo assim a empresa manteve parte da equipe ociosa, na qual eu fiz parte, por mais um ano na esperança da implantação da lei. Aproveitei este período para pesquisar o mercado de trabalho, possibilidades de outros empreendimentos… Enfim, como não havia previsões de mudanças na lei e nem prazos para deliberações governamentais, fui desligada em 01/2000.

Nova Tentativa e Sonho Realizado
Até 2000, deixei a marca pessoal Helena Ribeiro registrada pelas empresas em que trabalhei, principalmente na Fundação Bradesco, onde treinei mais de 5.800 funcionários e guardo os depoimentos e mensagens de carinho que recebi durante e após os cursos.
Sair do mercado de trabalho, deixar de atuar como Executiva com alto salário, vários benefícios  e status, para me tornar empreendedora e iniciar meu próprio negócio não foi uma decisão tão fácil.
Após o desligamento da empresa, fui me especializar em gestão de negócios e pessoas, participei de vários cursos de formação e aperfeiçoamentos para consultores e uma Especialização em Pedagogia Educacional. Em paralelo, atuei como Consultora Autônoma em Projetos de reestruturação de empresas em parceria com outras Consultorias. Atuei como Consultora associada e ministrei vários cursos para IDORT, SEBRAE, SENAC, ALSHOP, IPEP, entre outras. Foram diversos trabalhos de treinamentos e atuação em projetos de consultoria, que ampliaram meus conhecimentos e competências em T&D/RH e Consultoria Organizacional.

Novos Desafios e Metas
No final de 2000 fui convidada pelo fundador da Jointware Consulting, uma Consultoria de Soluções em Tecnologia, para criar e gerenciar a divisão de T&D, que seria implantada para venda de soluções diversas para a área de Recursos Humanos. Achei desafiadora a proposta, porém não queria adiar o projeto de abrir a minha empresa. Então, propus um acordo. Eu atuaria como consultora associada, com a condição de não deixar de atuar como Consultora Empresarial, principalmente no desenvolvimento e aplicação dos novos projetos de T&D que vinha realizando. Proposta aceita e trabalhamos juntos até o final de 2001.

Soluções em TI e T&D
Devido ao pouco conhecimento sobre processos e soluções de TI, tive que me dedicar bastante tempo em estudos e pesquisas, pois eram dois negócios similares na concepção, mas diferentes nas execuções. Com o passar do tempo estava difícil conciliar a dupla função, virei uma workaholic frente à gestão de dois negócios que exigiam dedicação e foco em resultados. Gostava muito da função que exercia na Jointware, dos novos conhecimentos que adquiria com os Consultores de Soluções de TI e dos grandes eventos que participávamos. Porém, tinha que tomar uma decisão, afinal, acreditava no crescimento da minha empresa! Abdiquei de uma remuneração mensal garantida e passei a dedicar-me exclusivamente a minha atuação como Consultora Organizacional e ao Mestrado sobre Indicadores de Desempenho em T&D e RH que havia iniciado na UNICAMP.

O Nascimento da Marca Razão Humana
A primeira providência era abrir juridicamente a empresa, criar um nome, não apenas uma designação social, mas sim iniciar a construção de uma marca. Foram quatro meses pensando em um nome e não conseguia achar um “legal”. Tinha que ser com as iniciais do meu nome, que já era uma marca pessoal onde explorada o HR, pois profissionalmente não uso o Maria, em função da inversão de Helena Ribeiro ser RH de Recursos Humanos. Enfim, usava no cartão de visita Consultora Autônoma, um logo estilizado explorando o HR. Modéstia a parte, o logo da minha marca pessoal era lindo e queria transferir parte dele para a marca da empresa.
Passava o tempo e não conseguia achar um nome, cheguei a ficar horas no dicionário nas páginas do R e H, e nada. Alguns amigos tentaram dar dicas até que conversei com um Publicitário da Diretiva Publicidade, Sr. Luis Nunes, que havia participado de um Treinamento ao Ar Livre que ministrei. Após reunião de briefing ele disse: “não sei quantas Consultorias existem, só sei que são milhares e será provável que este nome já exista, reze para não existir, porque ele será tudo aquilo que você procura. Que tal ser RAZÃO HUMANA Consultoria?”. E explicou algo como:
Qual a RAZÃO de um negócio bem sucedido? É atingir metas, encantar clientes, ser uma empresa sustentável, lucrativa, ter responsabilidade  social, manter-se competitiva, etc. Obtém-se tais resultados através da interação e vontade HUMANA. Se as empresas não valorizarem o capital humano auxiliando seus profissionais no desenvolvimento contínuo, busca do equilíbrio do corpo, mente, emoção e espírito, não existirá produtividade satisfatória, lucros e nem sustentabilidade do negócio. Que tal?
Surgiu assim o nome e a marca da RAZÃO HUMANA, uma Consultoria especializada em T&D, Soluções em RH e Consultoria Organizacional em diversas áreas.

A Fixação da Marca RAZÃO HUMANA 
A marca de uma empresa é muito importante e graças a Deus o nome da RAZÃO HUMANA Consultoria é muito elogiado e merecedor de ter sua história divulgada. Em 2008 solicitei ao Sr. Luiz Nunes, Publicitário da Diretiva Comunicação, para escrever sobre a história da criação da marca, no qual não vou citá-la aqui, pois merece um capítulo a parte. Acesse o site http://www.razaohumana.com.br/empresa.php.

RAZÃO HUMANA Consultoria nas Mídias
Em vários eventos tivemos a presença das mídias, impressa e eletrônica, que têm acompanhado os treinamentos, entrevistas para revistas, jornais, televisivas, inclusive TV Globo Nacional no Programa Ana Maria Braga. No site http://www.razaohumana.com.br/imprensa.php possuem várias matérias e vídeos sobre nossos treinamentos.

O Diferencial dos Serviços da RAZÃO HUMANA Consultoria
Metodologia Experiencial ao Ar Livre (TEAL)

Em 1990 no Plano Collor as perspectivas dos empresários eram desmotivadoras e foi nesta época que surgiu a metodologia experiencial no Brasil, hoje conhecida como (teal, treinamento ao ar livre, treinamento experiencial, treinamento vivencial, outdoor training, jogos empresariais, etc). Que devido aos ótimos resultados a metodologia foi aderida pelas grandes empresas. Porém, o longo período de crise dificultou o surgimento de novas consultorias para atuação nesta área, e por consequência, maior divulgação, menor  valor de investimento para validar e incluir a metodologia no planejamento estratégico de T&D/RH, como apoio no desenvolvimento de equipes gerenciais e operacionais.
Mediante este cenário realizei uma pesquisa do potencial de mercado, mas como haviam poucas informações sobre a metodologia e os concorrentes, os resultados eram insuficientes para um bom planejamento de viabilidade de negócios e previsão de tempo estimado para o Return On Investment (ROI).

Sonhos, Desafios e Determinação
O primeiro desafio da RAZÃO HUMANA Consultoria foi se especializar e oferecer um diferencial às empresas para a aplicação da Metodologia Experiencial (TEAL). Foram mais de três anos de dedicação em pesquisas sobre o assunto, desenvolvimento de dinâmicas, criações e vivências com games, práticas das atividades de esporte de aventura, principalmente adaptações ao perfil empresarial, com analogias ao cotidiano profissional e pessoal dos participantes. Para tanto, realizei várias turmas abertas com rafting, trekking, circuito de desafios, estratégias militares, entre outros formatos para ajustes da metodologia, desenvolvimento de parcerias técnicas, formação da equipe de consultores associados, etc.

Inovação
Com este foco criei dois Programas especiais: VOCÊ, a Águia e a Natureza®, voltado para empresas, que possui vários módulos e A Universidade, o Profissional e a Natureza, para instituições de ensino superior. http://www.razaohumana.com.br/treinamentos-vivenciais/

Superando meus Próprios Limites, Medos e mais Investimentos
Particularmente tive que quebrar minhas barreiras, superar limites e medos, pois, não andava nem de Montanha Russa…, além dos investimentos no Projeto que foram de U$ 105.000 entre 2002 a 2005. Após esta data comecei a manter a empresa com capital de giro próprio. Para uma Consultoria onde os serviços prestados são conhecimentos e know how dos Consultores, os investimentos foram e continuam sendo altos, principalmente em função das especificidades para atuação com a Metodologia Experiencial ao Ar Livre (TEAL).

Novos Projetos
Mesmo não tendo sócio para dividir investimentos, custos, riscos, lucros e trocar ideias, acredito que para alcançarmos objetivos profissionais e pessoais muitas vezes precisamos ousar, arriscar, sonhar, acreditar em nossa capacidade e na da equipe, sem desistir dos sonhos para trilhar novas metas.

Investimento na Sede Própria
No planejamento e metas para 2008, além da energia e visão da águia aproveitei a simbologia cabalística do número 8 e iniciei o ano com foco na expansão da Razão Humana. Continuei investindo e comprei  a sede própria. Tive sorte, encontrei um duplex com cobertura, que após uma reforma ficou linda e batizamos de “ninho das águias”. Ampliei a empresa, valorizei a marca da Razão Humana Consultoria e junto com a equipe alçamos para novos voos.

Lançamento do Livro VOCÊ, a Águia e a Natureza na Bienal Internacional do Livro em 2008
A meta mais audaciosa de 2008 foi terminar de escrever meu primeiro livro e graças a Deus e muita dedicação nas madrugadas adentro, foi concluído com o nome: VOCÊ, a Águia e a Natureza – O despertar experiencial do VOCÊ S.A. Fui privilegiada com o convite para o lançamento na Bienal Internacional do livro no Anhembi em São Paulo – SP, em agosto de 2008.
Este livro merece agradecimentos especiais às empresas, clientes e profissionais que participaram dos diversos módulos de treinamentos experienciais que ministrei com o Programa: VOCÊ, a Águia e a Natureza®. Por proporcionarem riquíssimas vivências e trocas de experiências realizadas em equipes em dez anos, que serviram como fonte inspiradora para compartilhar este livro com os leitores. Veja release no site  http://www.razaohumana.com.br/livro-voce-a-aguia-e-a-natureza/

2ª Edição Revisada e Esgotada
Em poucos meses esgotou o estoque e devido a falta de tempo foi adiando a 2ª edição.
Em reunião com os gestores de Recursos Humanos da CABOT Brasil, sugeri também o Programa VOCÊ, a Águia e a Natureza®, o qual foi aceito. Porém, solicitaram livros autografados para serem entregues de brinde aos participantes ao final do Management Meeting 2009. Novamente passei madrugadas adentro, afinal não queria somente realizar a impressão de novos exemplares, mas uma 2ª edição revisada, incluindo depoimentos de clientes, leitores entre outros conteúdos. Além de uma edição especial com capa personalizada para a empresa CABOT. Conciliar a vida de empresária com escritora não é fácil, pois a 2ª  edição esgotou e estou atualizando a 3ª Edição Revisada, ainda sem data para ser lançada, em virtude de outras obras que surgiram.

O Desafio de Ser Escritora

Escrever um livro é uma experiência inexplicável em poucas linhas, mas posso resumir que as palavras passam por autocríticas, leio e releio os textos e parece que sempre falta algo. Pena que falta tempo para escrever o quanto eu gostaria. Antes de Lançar o Livro VOCÊ, a Águia e a Natureza, havia publicado vários artigos e em 2012 escrevi um sobre A Relação entre Capital Organizacional e Coaching Executivo Empresarial, que fez parte de um dos trabalhos que apresentei durante o curso que fiz de Formação de Coaching Executivo e Empresarial. Em agosto de 2012, um dos editores da Editora Ser Mais leu este artigo e me convidou para ser co-autora do livro: Coaching, Grandes mestres ensinam como estabelecer e alcançar resultados extraordinários em sua vida Pessoal e Profissional. Aceitei o convite e escrevi um capítulo sobre A Relação entre Capital Organizacional e Coaching Executivo Empresarial. 

Sistema de co-autores

Gostei do sistema de co-autores, afinal publiquei dois livros e compartilhar com outros autores um tema relevante torna o conteúdo mais enriquecedor, reduz custos, pois infelizmente no Brasil ainda é muito caro publicar um livro, entre outros benefícios. O livro foi lançado em março de 2003.  http://www.razaohumana.com.br/venda-livro-coaching/

Devido aos resultados deste livro sobre Coaching, foi convidada em 2015 novamente pela Editora Ser Mais, para ser Coautora do Manual de COACHING – um livro que se destacará na literatura sobre o tema. O livro será lançado em 08/2016 e meu capítulo será sobre Coaching de Equipe de Alta Performance.

Leituras Dinâmicas e Novos Formatos

Com as facilidades da Internet e o Smartfones na palma das mãos, os longos artigos passaram a ser posts e os livros ganharam também formatos de ebooks. Para ser mais simples escrever um, mas não é. São poucas páginas, que precisam ter muita qualidade de conteúdos para reter a atenção dos leitores. Estou feliz com mais esta conquista, pois esta na fase de correção o meu primeiro e-Book: Oito Competências do Profissional Águia, que será lançado em agosto/2016.

A Crise Mundial
A instabilidade do mercado brasileiro atrelado à crise mundial iniciada em 2008 foram grandes limitadores de crescimento para a Razão Humana Consultoria e vários segmentos no Brasil. Graças a Deus estamos rumo aos 20 anos de mercado e perspectivas de crescimento nos motivam a cada dia. Durante as crises periódicas que passamos ao longo desses anos, em períodos de baixa reduzimos os custos e adiamos a expansão de novos negócios. Porém, como águias determinadas em alçar novos voos, somos perseverantes e celebramos as pequenas conquistas para continuarmos trabalhando para dias melhores para nós e nossos clientes.

Ambição, Ameaça e Dor
Descobri que ser empresária por AMBIÇÃO é ótimo e possível para muitos, mas manter-se empresária na DOR da crise, sem permear pela AMEAÇA, não é tarefa fácil, pois às vezes dá medo de não conseguir superar as diversas crises que já passamos. A perseverança nos leva à inovação, a não desanimar e a renovarmos a cada dia. É acreditar que VOCÊ e seu TIME podem!

Compartilhando Ideias

Caro empreendedor e leitor, espero que esta história até aqui tenha sido útil a você, e se me permite, gostaria de dividir algumas dicas. Eles são baseadas em fatos e coisas que aprendi na prática.

Na dúvida, haja, faça, aconteça. Você pode não saber o que vai dar 100% certo ou errado. É claro que ninguém tem todas as respostas, mas se agir, no mínimo vai ganhar experiência para enriquecer sua vida. Nenhuma experiência é inválida. Tudo o que se aprende ao longo da vida serve como base de crescimento.
Não deixe sua família e amigos de lado, mesmo que seja difícil, procure equilibrar o profissional com o pessoal. Cuide da saúde física, mental e da inteligência espiritual. Saia com amigos e colegas, dê boas gargalhadas. Namore, viaje, valorize sua família e colegas de trabalho, seja feliz e tudo será mais fácil.
Apaixone-se e não tenha medo de amar, em último caso, melhor a dor de um amor não correspondido do que não amar.
Sorria sempre! Aproveito para compartilhar com você que meu sorriso (minha marca pessoal), sempre contribuiu para minha vida. O sorriso cativa, conquista, alegra o ambiente e cientificamente faz bem para a saúde.
Não subestime ninguém, seja humilde, respeite todos e use a empatia.
Não tenha medo dos obstáculos, use-o como degraus para o seu crescimento.
O que mais nos diferencia dos animais é o poder da comunicação, com o qual podemos influenciar e impulsionar pessoas, seja ela positiva ou negativa. Portanto, valorize a comunicação e pense antes de falar.
O único lugar que sucesso vem antes do trabalho é no dicionário. Afinal, ser empreendedor e empresário não basta querer, é preciso muito A.C.H.E (Atitude, Conhecimento, Habilidade e Entusiasmo). Entre tantas outras competências de um protagonista e Ser Humano, que pode escrever sua história e fazer a diferença nesta curta passagem pela terra. Eu por exemplo, escrevi a minha, não sou uma workaholic, mas sim uma workalove. Amo meu trabalho e a VIDA.

Seja Espiritualista
Não importa qual sua religião, desenvolva a competência da inteligência espiritual, ela fará a diferença na sua vida. Faça uma oração ao deitar e ao levantar; primeiro agradeça a Deus por tudo, para depois fazer seus pedidos e proteções. Ah! Não desista e nem fique triste se não for atendido de imediato. Celebre e comemore as vitórias, sejam elas pequenas ou grandes, valorize cada conquista, para saber desfrutar os $uce$$o$.

Agradecer Sempre
hoje, 07/07/2016 estou atualizando minha história que vem sendo escrita desde de 2006 e graças a Deus, tenho orgulho de registrar, que junto com minha equipe, clientes e parceiros, desde 2001 superamos desafios e obstáculos, mas claro, celebramos muitas conquistas e ótimos resultados. Avante sempre!!!

Visão 360º para o Futuro
O Brasil continua com ajustes na economia e empresas repensam políticas e estratégias, pois a crise mundial sempre será uma ameaça e os países terão de se ajustarem aos cenários de instabilidade global. Acredito que o Brasil tem perspectivas de crescimento ao longo dos anos, mas necessita de maior capacitação técnica e comportamental. Afinal, a competitividade é ferrenha e as organizações continuam ávidas por profissionais mais qualificados. Mas como agir? Eis o desafio dos gestores de T&D/RH em apoiar as lideranças recrutar,  integrar, desenvolver, treinar, motivar, reter seus talentos e valorizar o Capital Intelectual e Humano, para gerar melhores resultados tangíveis e intangíveis, se destacando dos concorrentes.

Oportunidades dos Brasileiros
O Brasil tem potencial e precisa desenvolver competências para acelerar a economia, fazer a diferença no mercado global e deixar um marco na história. Porém, não devemos esquecer que grandes histórias de sucessos são marcadas por décadas e o Brasil pode deixar sua marca registrada ao longo dos anos. Hah! Os grandes líderes e pessoas também. É só lembrarmos-nos dos exemplos de liderança que o Papa Francisco deixou para nós em sua visita ao Brasil. Portanto, comece agora a escrever a sua história!

Parceria na Valorização do Capital Humano
Nesse cenário de oportunidades eu e minha equipe apostamos no crescimento do Brasil e apoiamos as empresas que investem no seu maior diferencial, o desenvolvimento do capital humano para desenvolver e treinar seus colaboradores. Após ouvir as necessidades das empresas, nossos consultores apresentam soluções que atendem os resultados esperados. Nossos trabalhos são personalizados e ajustados dentro do budget dos clientes. O sistema de ganha ganha é salutar e sustentável. Afinal, gerar resultados através do desenvolvimento da essência HUMANA é meta diária e a RAZÃO de existir desta Consultoria.

Uma Eterna Aprendiz – Formação de Coach Executivo

Como empresária e consultora organizacional, manter-se atualizada é um desafio, pois são muitos assuntos globais, crises, falta da mão de obra qualificada, fusões, mudanças organizacionais, formação e desenvolvimento do capital humano, entre outros assuntos que fazem parte do cotidiano dos executivos, principalmente para os profissionais que atuam com consultoria. Nesta direção, o desenvolvimento contínuo é um diferencial para ampliar as minhas qualificações e novas áreas de atuação, dentre elas fazer uma formação em Coach. Para tanto, em 2012 participei do processo de seleção de formação de Coach Executivo Empresarial, conduzido pela Dra. Rosa Krausz, especialista em RH, anos de vivência prática, autora de vários livros e principal mentora do Coaching  no Brasil, foi aprovada e cursei o curso de formação em Coach Executivo, certificado pela ABRACEM. O conteúdo foi dividido em 10 módulos, que ocorreram com encontros mensais. Foi um investimento significativo, mas tive um aprendizado adquirido pela mestra Dra. Rosa, que conduzia um seleto grupo de 9 aprendizes ávidos para apreender o que é ser Coach Executivo. Após a formação criamos um grupo denominado CoachLegas, onde nos reunimos periodicamente para pesquisas e estudos sobre as melhores práticas de Coaching Executivo como um diferencial no desenvolvimento do Capital Humano. ABRACEM – Associação Brasileira de Coaching Executivo e Empresarial http://www.abracem.org.br/

Esta formação ampliou meu A.C.H.E (Atitude, Conhecimento, Habilidades e Entusiasmo), minha área de atuação, network e consequentemente para minha empresa, a Razão Humana, foi um investimento no meu Capital Humano, com retorno no Capital Organizacional da Consultoria.

Convido vocês empresários, executivos, líderes, empreendedores e profissionais em geral a potencializarem seu A.C.H.E. Afinal, VOCÊ é seu maior Capital e a valorização dele só depende de você. Avante!

Ser Exemplo

Pelo minha história de vida, sou considerada um exemplo, principalmente na família, sempre citam minha determinação, garra, objetividade, empreendedorismo e realizações. Tenho vinte e oito sobrinhos(as) e vários me têm como espelho; minha família e amigos vivem citando minhas experiências, sejam elas de sucesso ou não, como exemplo para seus filhos, reforçando que a atitude do “quero e posso” gera o entusiasmo que faz a diferença quando você realmente tem metas e sonhos. Isto me deixa feliz, pois muitas pessoas só precisam de um “empurrão” ou um exemplo como estímulo. Faça uma autorreflexão: Onde estou? Para onde vou? Onde quero chegar? E mãos a obra, pois ninguém fará isto por VOCÊ.

“Ser águia é voar mais alto. É o simbolismo da visão de quem consegue perceber o imperceptível, o invisível, o espiritual”… Helena Ribeiro

Solidariedade e Responsabilidade Social
Sinto prazer em realizar trabalhos voluntários, já realizei inúmeros, principalmente com crianças carentes e entidades assistenciais, como APAE, pois tenho um irmão com Síndrome de Down, que o considero como meu mentor, um exemplo de vida e amor. Quando estou com ele, entro em uma sintonia com minha inteligência espiritual, me dou por inteira e trocamos energias. Aprendo como superar limites imaginários e recarrego minhas “baterias”. Inspirada nesta convivência e aprendizado com portadores de Síndrome de Down, editei um lindo vídeo clipe para homenageá-los.
É uma linda história de um jovem com Síndrome de Down que nos ensina que o SER HUMANO é capaz de enfrentar desafios e superar limites. Muitas pessoas portadoras de alguma deficiência lutam para conquistarem espaços no convívio social, nas empresas e instituições de ensino. Elas não desistem às limitações do “não posso”, pois superá-las depende muito delas. Intercalado ao clipe estão cenas de águias, conhecida como “rainha dos ares”, que motivam também as pessoas conhecidas como “normais”. Se sua Águia interior estiver adormecida, despertá-la depende de VOCÊ. Tome uma atitude, não tenha medo e alce novos voos. Assista ao vídeo clipe O Despertar da Águia em VOCÊ, no link  http://www.youtube.com/watch?v=o-ajtO2fWpQ

A marca VOCÊ S.A
Grandes empresas foram fundadas por pessoas que possuíam verdadeiras paixões pela curta passagem na terra. E grandes pensadores e executivos não chegaram onde estão porque se arrastaram para o trabalho todos os dias. Astros de Hollywood não passaram anos no ‘perrengue’ apenas porque achavam que seria legal participar de filmes. Eles realmente queriam aquilo! Tenha metas, sonhos, eleja alguns mestres, um coach e mentores para auxiliá-lo nas trilhas da vida. Não deixe sua vida passar em branco, escreva sua história e deixe sua marca por onde passar, mesmo que seja cheia de desvios, pois neles poderá encontrar os segredos das trilhas e conquistas.

Autorrealização
Estou sempre em busca da auto-realização, ela chega, celebro, agradeço a Deus e logo surgem outros desafios e novamente vou buscá-los. O próximo será lançar um livro sobre Empreendedorismo, que talvez o nome seja o desta autobiografia, ou aceito sugestões de leitores. Afinal, gostei da experiência e da habilidade de autora. Portanto, lançar outros livros serão prazerosos.

Agradecimento a VOCÊ  leitor
Se você chegou até aqui, é porque algo nesta história despertou seu interesse e fico muito feliz. O ser humano tem uma capacidade infinita para conquistar pessoas e coisas. Basta VOCÊ acreditar que é capaz e ter atitudes. Se não der certo em algum momento, não desista! Crie sua filosofia de vida, seja curioso para conhecer histórias e metáforas que lhe façam sentido e as inclua como apoio e automotivação.
Tomei como símbolo para minha empresa a águia e para minha vida suas virtudes, porque elas fazem sentido e funcionam como fonte inspiradora, não somente para mim. Inteligente, perspicaz, elegante, visionária, determinada e precisa, a águia sempre serviu de fonte inspiradora para a humanidade. É muito citada por grandes líderes e gurus pelas suas virtudes, lendas e metáforas. Tornou-se símbolo dos EUA e de grandes impérios, entre eles: russo, alemão, francês de Bonaparte…. Enfim, vencedora a águia nos oferece lições de vida e aproveitá-las só depende de nós.

Agradecimentos Especiais
Agradeço a Deus e aos meus pais (in memoriam) pela minha vida e saúde. Aos clientes, colaboradores, parceiros, fornecedores e um especial aos clientes, que desde o ano de 2001 referenciam os trabalhos da nossa equipe, contribuindo com o crescimento da Consultoria e fortalecimento da marca da Razão Humana. Para não ficar mais longo o texto citarei alguns clientes para finalizar essa história como o meu especial muito obrigada aos mais de 16.000 participantes dos treinamentos da empresas: GE, Bayer, Land Rover; Eneva; Swissport;  Renosa – Coca – Cola, Volkswagen; CORREIOS; ITS; Pão de Açúcar; Alcoa Alumínios; Votorantim Cimentos;  TIM; Cabot; Wipro; Kimberly-Clark; Voith Serviços; HP; Villares; EDS; Amanco; ALGAR; Alcoa Alumínios, Eurofarma; FMC; Motorola; Banco do Brasil; entre outras dezenas. http://www.razaohumana.com.br/clientes/

A águia que habita em mim, saúda a águia que habita em VOCÊ.

Com carinho e até breve!
Helena Ribeiro